Poesia & poemas

25 marzo 2016

Beatitude

Filed under: Poesie — patriziaercole @ 9:39 pm

Corta-me o espírito de chagas!
Põe-me aflições em toda a vida:
Não me ouvirás queixas nem pragas…

Eu já nasci desiludida,
De alma votada ao sofrimento
E com renúncias de suicida…

Sobre o meu grande desalento,
Tudo, mais tudo, passa breve,
Breve, alto e longe como o vento…

Tudo, mais tudo, passa leve,
Numa sombra muito fugace,
– Sombra de neve sobre neve…-

Não deixando na minha face
Nem mais surpresas nem mais sustos:
– É como, até, se não passasse…

Todos os fins são bons e justos…
Alma desfeita, corpo exausto,
Olho as coisas de olhos augustos…

Dou-lhes nimbos irreais de fausto,
Numa grande benevolência
De quem nasceu para o holocausto!

Empresto ao mundo outra aparência
E às palavras outra pronúncia,
Na suprema benevolência

De quem nasceu para a Renúncia!…

Cecília Meireles
(1901-1964)

Lascia un commento »

Non c'è ancora nessun commento.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Lascia un commento

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...

Blog su WordPress.com.

%d blogger cliccano Mi Piace per questo: