Poesia & poemas

10 febbraio 2012

Para mim mesma

Filed under: Poesie — patriziaercole @ 3:18 pm

Para meus olhos, quando chorarem,
terem belezas mansas de brumas,
que na penumbra se evaporarem…

Para meus olhos, quando chorarem,
terem doçuras de auras e plumas…

E as noites mudas de desencanto
se constelarem, se iluminarem
como os astros mortos, que vêm no pranto…

As noites mudas de desencanto…
Para meus olhos, quando chorarem…

Para meus olhos, quando chorarem,
terem divinas solicitudes
pelos que mais se sacrificarem…

Para meus olhos, quando chorarem,
verterem flores sobre os paludes…

Para que os olhos dos pecadores
que os humilharem, que os maltratarem
tenham carinhos consoladores,

Se, em qualquer noite de ânsias e dores,
os olhos tristes dos pecadores
para os meus olhos se levantarem…

 

Cecília Meireles

Lascia un commento »

Non c'è ancora nessun commento.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Lascia un commento

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...

Crea un sito o un blog gratuitamente presso WordPress.com.

%d blogger cliccano Mi Piace per questo: